Notícias

Spirou e Fantasio chega ao Brasil pela SESI-SP Editora

 

Há seis meses a SESI-SP Editora criou uma divisão totalmente voltada para o segmento de quadrinhos, com a proposta de formar uma linha de gêneros e estéticas narrativas diferentes para os públicos infantojuvenil e juvenil, apresentando histórias de qualidade, pensadas e desenvolvidas por autores conhecidos e, também, por artistas em início de carreira. A fórmula deu tão certo, com aceitação de mercado e ótimas avaliações de leitores, que levou a instituição a pensar em propostas mais ousadas.

A maior delas é “Spirou e Fantasio”, HQ que faz tanto sucesso na Europa quanto “Asterix e Obelix”, “Luck Lucky” e “Tintin”, mas que nunca teve uma série publicada sistematicamente no Brasil. “É, sem dúvida, o melhor termômetro sobre o que estamos planejando para este ano”, diz o editor-chefe da SESI-SP Editora, Rodrigo de Faria e Silva.

Spirou é um personagem que apareceu pela primeira vez em uma revista belga de 21 de abril de 1938. Um jovem aventureiro que trabalhava em um hotel e que, com o passar das edições, ganhou a companhia inseparável do repórter fotográfico Fantasio, desvendando tramas mirabolantes. Os roteiros coesos e os traços do chamado Estilo Atômico – grande rival de “Tintin”, Hergé e da Linha Clara – trouxeram popularidade aos trabalhos, conquistando fãs ao redor do mundo.

Além de adquirir os 12 primeiros volumes, a editora tem a previsão de publicar, em 3 anos, todos os 54 livros da série, que contou com diversos autores e ilustradores. Um Feiticeiro em Champigmac e 4 Aventuras de Spirou e Fantasio já saem em fevereiro.

Em 2014, a SESI-SP Editora lançou “Humor Paulistano”, obra que apresenta os melhores trabalhos de gênios como Laerte, Angel e Glauco e que recebeu o prêmio HQ Mix nas categorias Livro Teórico e Projeto Editorial e foi a pedra fundamental para a editora começar a pensar neste mercado.

Em 2015 foi fechada uma parceria com o Quanta Estúdio, que resultou na produção de quatro álbuns: “Quantoon”, “Sobrenatural Social Clube”, “Pogando” e “Que Deus nos abandone”, todos lançados no segundo semestre deste mesmo ano.

Outro título importante, desta vez resultado de um processo de criação colaborativo à distância, com o roteirista em Portugal e o ilustrador no Brasil, foi “A Vida Oculta de Fernando Pessoa”, que fez bastante barulho ao trazer o célebre poeta português como caçador de criaturas sobrenaturais.

Comentários.

Audio livro.

Menecma: Audio book

Um cineasta monta um documentário sobre seu falecido pai, reescrevendo ...

E-Books.

Menecma: E-book

Um cineasta monta um documentário sobre seu falecido pai, reescrevendo ...

Destaque .

Baixe os aplicativos SESI-SP em seu smartphone

Baixe o app da
Revista Ponto